Que venha 2016

feliz-ano-novo

Não sou dessas pessoas que geralmente sofrem por muito tempo em fim de ciclo, eu gosto e acho que os recomeços são necessários. Em contagem regressiva para 2016, nem sei como resumir esse ano que termina. 2015 aconteceu como jamais poderia imaginar em toda a minha vida e eu quero, loucamente, o novo.

A vida provou, mais do que nunca, que não se pode esperar só coisas boas dela, então, para 2016, peço que eu tenha sabedoria e coragem para superar os momentos difíceis, peço, sobretudo, que eu saiba lidar com as suas consequências. Que eu possa estender a mão a todos que precisarem, que eu eu possa retribuir com sorriso e gentileza os bons e os maus.

Peço para que a vida aconteça mais devagar, para que eu consiga sonhar mais com o meu avô, que eu tenha mais tempo para levar minha avó ao supermercado, para que eu tenha saúde para trabalhar todos os dias e conquistar sonhos mais altos e mais longes.

Peço que em 2016 eu me mantenha honesta e justa, principalmente quando a justiça não puder me contemplar. Que eu não tenha medo dos inúmeros desafios que imagino que virão. Que eu aprenda a confiar mais no meu potencial e em tudo aquilo que gostaria de ser.

20152016

Nessa oração de ano novo, peço para ter condições de realizar os meus sonhos. Que eu possa oferecer uma vida melhor e mais feliz para todas as pessoas. 

Peço que minha vida seja baseada em racionalidade e amor, mesmo que essas duas coisas pareçam não combinar. Racionalidade para ser realista e amor para suportar a realidade com brilho nos olhos. Que eu não esqueça que o amor transcende a existência e que posso amar profundamente todos aqueles que não posso ver mais, mas, acima de tudo, devo viver intensamente o amor agora.

Peço que em 2016 a ciência, que eu trabalho tanto para divulgar, possa encontrar formas de confortar pessoas com doenças tão devastadoras e que nunca mais nenhuma família precise ver um ente doente sofrer. Não peço a cura, peço qualidade de vida.  

Peço para que as pessoas compreendam a importância de sua contribuição num mundo melhor e assim, respeitem uns aos outros para vivermos em paz. Assim, limpem seus vasos de planta para não vivermos surtos de dengue, zika e sei la o quê. Peço para que tenhamos sabedoria para eleger políticos cidadãos honestos, mas que sejamos também políticos, cidadãos e honestos.

Em 2016, assim como em todos os dias da minha vida, eu peço para que eu não me torne nunca uma pessoa que não consegue ver além de seu umbigo. Que eu possa oferecer o que tenho para mudar o mundo: o conhecimento, o jornalismo, este blog, um abraço, o tempo, a comida para um faminto, a esperança para alguém que só precisa de um minuto de atenção.

Não quero um carro, um guarda-roupas renovado e nem aquele sapato lindo que eu não tenho coragem de comprar. Eu quero mais olho no olho, mais civilidade, mais humanidade e mais respeito. Quero coisas que possam demonstrar quem eu sou e não o que tenho. 

Feliz natal e um ótimo ano novo!

12414420_1002311253169092_1558524316_o
Eu diva na casa do Papai Noel escrevendo esse post pra vocês!

Deixe uma resposta