Como alugar um carro

12722363_1242442232450094_2132719104_o

Viajar com os meus amigos para o carnaval nas cachoeiras de Delfinópolis e Capitólio era uma ideia maravilhosa, mas nenhum de nós tem carro e por isso pensamos em emprestar de algum dos pais ou ir de ônibus rodoviário, dilema de jovens não motorizados, mas como nada disso era possível e queríamos muito viajar juntos, decidimos alugar um carro.

Alugamos um carro de categoria econômico, um GOL de quatro portas, direção hidráulica, ar condicionado e vidros elétricos, na Hertz, que, seguindo todos os critérios que citarei abaixo, foi a melhor opção pra nós naquele momento. Contratamos um aluguel de quatro diárias com seguro básico e seguro de pneus, vidros e riscos, por menos de R$500. Nos divertimos muito com o FUE, nosso golzinho resistente. Ou “Ray lander”, como também adorávamos chamá-lo.

12842513_1242442465783404_1737291135_o
Nosso fuêzinho

Veja quais critérios usei na escolha do melhor aluguel e perceba que não é tão complicado tanto parece, mas nem tão simples quanto gostaríamos.

Pesquisa

Quando você está a procura de um carro para alugar a fase de pesquisa é fundamental, porque é nela que você filtra as empresas possíveis ou não. Cada locadora tem suas próprias regras e horários de funcionamento, então, é sempre bom ver se elas atendem suas necessidades.

Locadoras de Veículos

Eu não imaginava que existiam tantas locadoras de veículos por aí, desde empresas pequenas, médias e até algumas muito conhecidas.

Horário de funcionamento: Por incrível que pareça o horário de funcionamento foi o primeiro filtro que fiz. Planejávamos pegar o carro no sábado bem cedo e descobri que a maioria das locadoras pequenas e médias só funciona a partir das 9h da manhã. Segui minha pesquisa com locadoras em que era possível pegar o carro às 6h da manhã.

Idade mínima: Esse é um filtro importante que os jovens que tentam locar um carro devem fazer. Empresas pequenas geralmente pede que o motorista titular tenha pelo menos 25 anos, já as grandes locadoras estipulam 21 anos como idade mínima para ser responsável pelo veículo.

Planos: Cada empresa tem o que eles chamam de “Categoria”, que vão dos carros mais básicos até as mini vans. É importante notar que dentro de cada “Categoria” há uma sub, por exemplo: Eu escolhi um carro de categoria “Econômico” na sub categoria “E4”, que era, no caso, um carro econômico, quatro portas, com ar condicionado, vidros elétricos e direção hidráulica. Então, fique atento aos detalhes de cada plano oferecido porque eles definem as características do carro.

Sem título
Exemplo de categorias no site da Hertz

Orçamentos: A maioria das empresas pequenas não disponibiliza em seu site a opção de fazer um orçamento, o que considerei essencial nas minhas pesquisas já que nessa compra leva-se muito em consideração o preço e as vantagens que cada locadora oferece. Em uma dessas locadoras enviei email solicitando orçamento e eles me ligaram retornando apenas 10 dias depois.

As empresas médias e grandes possuem muitas informações em seus sites. Alguns possuem atendimento 24H para dúvidas, o que facilita muito no entendimento dos planos oferecidos. Outra vantagem das grandes locadoras também possuem frotas maiores e por isso o risco de não ter carros disponíveis no plano que você escolher é menor.

KM: A quilometragem é um fator importante na hora do orçamento. Algumas locadoras limitam os km que podem ser rodados, passado o limite cobram uma taxa por cada km adicional. Essa é uma informação que não era muito clara para mim quando estava fazendo orçamentos, porque, geralmente, não está bem explicado nos sites. A dica é: opte por empresas que oferecem KM LIVRE, assim você não tem surpresas na hora de entregar o carro.

Preços: Os preços não têm diferenças muito gritantes de uma empresa para outra, mas é importante saber que eles são compostos por: categoria e subcategoria do carro que você deseja alugar, quilometragem limitada ou livre, quantidade de motoristas autorizados a dirigir o carro, seguros contratados, quantidade de dias em que você ficará com o carro e outras características que depende de locadora para locadora. Outro componente importantíssimo que as locadoras não colocam em seus preços é o valor gasto em combustível. Recomendo estimar o gasto com combustível e com o tanque cheio da entrega para compor o valor total de gastos com o veículo. Se você estiver viajando com amigos, detalhar bem todos os gastos evita imprevistos e confusões.

Algumas locadoras possuem descontos na utilização de pontos Multiplus ou alguns cartões de crédito. Veja se as locadoras que você tem pesquisado não oferecem algum desconto que você possa usufruir.

Forma de pagamento e Valor caução: Não encontrei nenhuma empresa que não exija o pagamento de um valor caução no aluguel do carro, a diferença está no valor que cada uma pede. O pagamento do valor caução precisa ser feito no mesmo cartão em que o aluguel será pago e o dono do cartão não precisa ser, necessariamente, o motorista titular do carro, pode ser de outra pessoa que será denominada como “responsável financeiro”. Duas coisas importantes: o cartão de crédito precisa ter valor disponível para o aluguel e para o caução no momento em que você retira carro na locadora. Outro ponto é que mesmo que o “responsável financeiro” não vá viajar, ele precisa realizar pessoalmente os pagamentos e assinar os documentos da parte financeira do aluguel. O valor do caução ficará bloqueado no cartão de crédito até a entrega do veículo. Se não houverem danos que os seguros não cubram em alguns dias o valor é liberado no cartão novamente, sendo cobrado, então, apenas o valor combinado no contrato.

Seguros: Os seguros encarecem muito o aluguel do carro. Para se ter uma ideia, os seguros dobraram o valor do aluguel do nosso carro. Como fiz a reserva pelo telefone a atendente me ofereceu um seguro básico, que normalmente cobre roubos e acidentes. Mesmo que esse seguro deixe o valor do aluguel o dobro mais caro, vale a pena investir para viajar tranquilo, afinal, imprevistos sempre acontecem. No dia em que fomos retirar o carro a atendente do guichê nos ofereceu mais alguns seguros e acabamos aderindo a um seguro de pneus, vidros e riscos, já que iríamos viajar por algumas estradas de terra até as cachoeiras. Comprar o seguro foi a melhor coisa que fizemos! O pneu do carro furou no caminho de uma das cachoeiras e ficamos tranquilos por saber que não teríamos nenhum gasto extra quando devolvêssemos o carro. Lição da vida: sempre compre seguros ao alugar um carro!

12722363_1242442232450094_2132719104_o
Deu ruim

Retirada: O processo de retirada do veículo na locadora é um pouco burocrático e pode demorar até uma hora. Motorista titular e responsável financeiro precisam apresentar documentos e assinar alguns contratos.

Já no estacionamento da locadora, um funcionário te explica tudo o que o carro possui, mostra as condições em que o carro está sendo entregue (o nosso carro já tinha dois riscos) e assino uma ficha ciente de como peguei o carro. Os carros sempre estão com os tanques de combustível cheios quando você retira o carro e você precisa devolvê-lo cheio, ou, em algumas locadoras, pode deixar pagar o valor do tanque cheio direto para a empresa locadora.

Entrega: A maioria das locadoras diz que é preciso entregar o carro limpo, mas você não precisa lavar o carro para entregar. O que eles querem dizer é que o carro não pode ser entregue com uma sujeira “anormal” dentro e fora. Eles geralmente lavam os carros para o próximo aluguel, então uma sujeira “aceitável” é normal.

No momento da entrega o funcionário da locadora verifica se o tanque está cheio, verifica a lataria do veículo para ver se há novos riscos ou se houve alguma batida, verifica os pneus e pergunta ao cliente se o carro apresentou algum problema durante a viagem. Os carros de locadora, apesar de ter muita quilometragem rodada, são super bem cuidados e a manutenção é excelente.

12842654_1242442342450083_157747491_o (1)

Antes de entregar definitivamente o carro, minha dica é para verificar se não está esquecendo nada no veículo. Essa é uma dica muito importante! Entreguei o carro pela manhã e a tarde notei que não encontrava meus tênis e eu tinha certeza de que havia trazido eles. Liguei para o guichê da locadora e eles encontraram os tênis esquecidos no carro. Busquei os tênis e mais tarde notei que também esqueci minha garrafa preferida de água, mas me conformei com a perda, porque não iria voltar à locadora, que é longe da minha casa. Tudo isso porque ao invés de arrumar tudo bonitinho na mala, fui “encaixando” algumas coisas embaixo dos bancos.

Esse post ficou enoooorme, mas tem todas as dicas para você alugar um carro tranquilo. O mais importante é que alugando um carro tivemos mais liberdade para nos locomover pelas cidades que visitamos, pudemos fazer todos os passeios que queríamos e dividindo os gastos em 5 amigos não pesou para ninguém, na verdade, ficou bem mais barato do que tivéssemos ido de ônibus.

Agora não tem mais desculpas para viajar: junte os amigos e dividam o valor do aluguel de um carro. Bora fazer as malas?

 

Deixe uma resposta