• Crônicas
  • Recomeços

    escritora

    O dia começou a anoitecer e meu coração bateu acelerado. A Maju, minha maquiadora, havia acabado de me deixar mais linda para aquela noite tão especial. Publicar um livro era um sonho de infância, então, aquela noite de autógrafos tinha tudo para ser um dos dias mais felizes da minha vida. Meu editor ligou e avisou […]

  • Crônicas
  • Respeitar e ser respeitado.

    Estava pensando em como me expressar sobre tantas notícias sobre intolerância, violência e sentimento de superioridade que vi nesses dias. Sempre fico pensando “onde foi que erramos?”, numa tentativa de entender se um dia conseguiremos viver felizes e em paz, considerando as pessoas apenas seres humanos e anulando as diferenças. Então, minha mãe resgatou esse […]

  • Crônicas
  • Das dores previsíveis…

    Ela fez o que deveria: após receber a noticia como um golpe quase fatal, trazendo à tona momentos e felicidades vividas, juntou algumas lembranças que restaram do seu avô, abraçando cada uma delas. Chorou por alguns longos minutos. Olhou para o céu e percebeu o quão distante estava de alguém que tanto amou. Ainda amava. […]

  • Crônicas
  • Outra poça, agora poço

    Às vezes me sinto poça. Outras vezes, poço. Sou tão pequena e ainda me perco em mim. Minha grandiosidade está na profundidade. Sou profunda. Por isso você joga uma pedra e sequer consegue ouvir o barulho que ela faz na minha superfície. As pessoas têm mania de querer ouvir o “plaft” que a pedra faz. […]

  • Crônicas
  • Somos sim o sexo frágil

    Por sermos mulheres inteligentes, talentosas, autênticas e apaixonadas por desafios, as pessoas acham que somos fortes e que os baques da vida não nos abalam. Pensam que as perdas são facilmente superadas e que por sabermos dominar o salto alto, sabemos dominar também a vida. Ledo engano. Sinto-lhes dizer, mas aqui dentro bate um coração […]

  • Crônicas
  • Eu, vovó e os anjos

    Um silencio profundo nessa noite. São três e quarenta e cinco da manhã. Lá fora o vento bate na janela, anunciando uma forte chuva. Aqui dentro está claro. Alguns funcionários vestidos de branco, conhecidos como enfermeiros, mas denominados por mim como “anjos”, cuidam de alguns enfermos. Estou numa cadeira ao lado da maca em que […]

  • Crônicas
  • Não me arrependo

    Talvez devêssemos pensar que o amor não correspondido fora perda de tempo, perda de vida e um arrependimento. Mas porque não acreditarmos que tudo o que acontece independente de serem coisas boas ou ruins, possui algum propósito, algum motivo? Podemos até demorar a descobrir, mas certamente o faremos. Se for pra nos arrependermos, que seja […]