A sanidade volta no fim da noite

É no fim da noite, no fim do copo, no fim do senso que percebemos o que realmente nos importa. Talvez seja o limite dos pensamentos sinceros, mas ao mesmo tempo a expressão interna do que realmente somos. São nesses momentos que nos conhecemos e deixamos ser conhecidos.

Amanhã será um novo dia, um pensamento diferente, maduro do reflexo das questões de ontem. Mas, enfim, será a opinião sincera?
É a sanidade da vergonha retornando em nossas palavras, omitindo o que realmente pensamos.

(Vinicius Mesiano)

 

Vini é um grande amigo e estava inspirado dia desses aqui em casa. Escreveu e deixou eu publicar aqui no blog.

Vocês também acham que a sanidade volta no fim da noite?

Deixe uma resposta